quarta-feira, 23 de março de 2016

Diário de Campanha 3D&T Alpha Cósmic Marvel - Temporada 3 Episódio 2: No Reino dos Guerreiros. Download da Aventura


Eae galera, como foi o final de semana? Jogaram muito? Na minha mesa tivemos uma aventura bem complicada e controversa, mais uma vez um capítulo recheado de interpretação e, dessa vez, com reviravoltas que vão decidir o curso dos próximos episódios. O ponteiro do final da campanha começa a tocar.

Para quem não conhece, o blog agora tem um canal no youtube, só clicar aqui para ser direcionado para lá. Agora vamos pro post!

Os Heróis:

Mateus - Okin Skywalker: Um espadachim e telepata pardo de cabelos raspados. Durante sua jornada, evoluiu seus poderes, sendo um dos responsáveis por treinar o hospedeiro da Força Fênix. Durante muito tempo acreditou que caçava o assassino de seu mestre, até que descobriu que o assassino era ele mesmo. Sua última lição foi se arrepender, agora é um mestre também.

F 2 (esmagamento), H 5, R 2, A 1,PdF 0; PV 10; PM 10; Humano; Psi (Mente Sobre a Matéria) e Monge (Ataque Múltiplo Aprimorado); Ataque Múltiplo, Intuição, Telecinesia, Telepatia, Paladino; Especializações: Acrobacia, Pilotagem e Intimidação; Assombrado, Código dos Heróis.
Sabre de Luz: Sagrada (+2 F), Deflexão.

Tiago - Chappie: Um robô altamente evoluído, fruto da tecnologia robótica ancestral de seu planeta destruído. É um versado diplomata e também um grande guerreiro, muitas vezes agindo como voz da consciência dos heróis.

F 2, H 3, R 1, A 3, PdF 0; PV 5; PM 3; Megadróide; Blindado (Armadura Completa); Armadura Extra (PdF), Toque da Energia (Elétrico); Manipulação; Desequilíbrio Ying Yang, Lento (Como um zumbi).
Jarnbjorn: F+1, AE.

Filipe - Kah'lil Skazz:  Antigo espião Skrull, agora um pirata espacial como os seus companheiros. Esteve presente em todos os últimos grandes eventos da galáxia, muitas vezes sendo um herói, outras sendo um vilão. Agora cabe a ele decidir se seguirá a trilha militar de sua terra ou a trilha da luta pela paz galáctica.

F 2, H 5, R 3, A 0, PdF 0; PV 15; PM 15; Skrull; Dançarino das Sombras (Ao alcance das mãos, Asfixia, Crânio Voador de Vladslav); Adaptador; Invisibilidade, Sentidos Especiais (Infravisão, Radar e Sentido Sísmico),Venom, Metamorfose; Crime e Máquinas; Fetiche e Código da Gratidão.
Venom: Membros Elásticos, Regeneração, Movimento Especial (balançar-se, Escalar e Queda Lenta), Crescimento, Insanidade (Complexo de Culpa), Vulnerabilidade (Fogo e Sônico); Munição Limitada.


Filipão - Luan: O inumano moreno de cabelos brancos, pele morena e tatuagens iluminadas. Visto com maus olhos pelos Xandarianos e considerado grande piloto para aqueles que conhecem seus feitos. Tem fúria e falta de senso, mas ao mesmo tempo se preocupa com os outros. Não ajudou os amigos numa luta importante, já está na hora do garoto crescer e tomar uma posição em suas ações.

F 2 (eletricidade), H 4, R 2, A 0,PdF 0; PV 14; PM 10; Humano (Inumano); Aventureiro Nato (Destino e Eu Sei!); Aceleração, Precognição, Vigoroso, Paralisia, Genialidade, Magia Irresistível; Especializações: Computação, Engenharia e Mecânica; Intolerância (Xandarianos), Código dos Heróis.

Denoel - Leonel Lecter: Leonel era um Shi'ar como qualquer outro, vivendo a vida típica da raça capaz de levantar uma tonelada facilmente. Um dia ele foi fazer uma missão pela Majestrix Shi'ar e acabou tocando um artefato que o tornou uma versão pré-histórica de sua raça. Hoje ele tem grandes asas negras e se tornou imenso e extremamente poderoso. Quem o vê pensa que se trata de um monstro, mas na verdade sua carcaça imensa esconde um homem bom e honrado.

F 4, H 3, R 3, A 2, PdF 0; PV 15; PM 15; Shi'ar; Titânico (Esmagar e Onda de Choque); Saltar; Especializações: Rastrear, Armadilha, Intimidar; Vulnerabilidade a Frio, Código de Honra do Combate e dos Heróis.


Gustavo - Gate D. : Gate D. é um wargen, uma espécie de raça de metamorfos que se dividem em tripos com grandes tradições marciais e muito focados em sua religião. Sua principal habilidade é se transformar num híbrido com um leão galáctico, o que acabou atraindo atenção dos Shi'ar. Ele trás uma péssima fama que o precede, foi acusado de matar o seu clã e agora tenta limpar o nome.

F 4, H 3, R 3, A 3, PdF 0; PV 15; PM 15; Wargen (Cria de Ares); Mediador (Comandar Unidade); Brado de Batalha; Vulnerabilidade a Prata, Fúria, Má Fama, Código dos Caçadores, Código do Combate e Maldição.


Pedro - Jhin: Um misterioso novo aliado com poderes mágicos, tem o sangue dos místicos dragões e resistência a fogo. Suas costas são marcadas por tatuagens rúnicas. Ele foge de algum elemento de seu passado que procura deixar em segredo e é o substituto do Luan no grupo, o que gera certa rivalidade.

F 0, H 4, A 0, R 3, PdF 0; PV 15; PM 25; Meio-Dragão; Vingador Místico (biblioteca arcana) e Wu-Jen (Grito de Kiai Mágico); Invulnerabilidade (Fogo), Arcano, Pontos de Magia Extras; Código de Honra da Gratidão, Tabu e Ponto Fraco.

Destinada (Kiodai): F 0, H 1, R 3, A 0, PdF 0; Mecha; Genialidade, Comunicação, Pontos de Vida Extra (x2), Pontos de Magia Extra (x2), Implemento: Teletransporte Planar; Investigação e Ciências; Modelo Especial.

Anteriormente:

Galactus voa pela galáxia faminto, um verdadeiro Deus, consumindo tudo que está em seu caminho. Os heróis montam suas teorias e planos para enfrentar a criatura, juntam-se com novos e antigos aliados e já começam a mover suas peças. Porém, antes, tiveram que participar do julgamento de um dos seus.

Outros Episódios:

Primeira Temporada:
Episódio 1 - A Estação Espacial Skrull
Episódio 2 - Envenenados/Hala, Lar dos Kree
Episódio 3 - Antigos Amigos, Novos Inimigos 
Episódio 4 -Os Nove Reinos
Episódio 5 - Para Xandar e A Força Fênix
Episódio 6 - A grande Batalha no Espaço e Roubo nas Estrelas 
Episódio 7 - Attilan e O Acanti
Episódio 8 - O Resgate da Rainha e Fundação Espacial de Medicina
Episódio 9 - Gah Lak Thus
Episódio 10 - O Homem Prateado 

Segunda Temporada:
Episódio 1 - Os ThunderBolts 
Episódio 2 - Para a Evolução 
Episódio 3 - Desenlace 
Episódio 4 -  A Imperativa Ultron
Episódio 5 - A Rainha da Ninhada e o Mundo Através do Tempo
Episódios 6 e 7 - Entre Deuses, Spartax, Magus e A Matilha
Episódio 8 - Consumir
Episódio 9 - O Celestial

Terceira Temporada:
Episódio 1 - Lar, Doce Lar

Bora ler!


Destinada
A primeira cena de nosso novo episódio começa durante a chegada dos heróis no espaço aéreo de sua estação espacial. Sua nave ganha forma, deixando de parecer um pequeno feixe de luz e então voa para os hangares da base. Ana atualiza os heróis sobre algumas falhas mecânicas que devem ser reparadas e que os desabrigados estão numa ala no andar do Hangar.

Kah'lil e Luan rumam para pontos diferentes da base, ambos são ótimos mecânicos e podem resolver os problemas simples da estação. Chappie e Okin vão de encontro aos desabrigados, haviam homens, mulheres, crianças e idosos. A maioria disposta a ajudar. Os heróis discursaram sobre sua missão de derrotar Galactus para motivar as pessoas e os dividiu por habilidades para serem úteis. Ana começaria a dar aula para as crianças, alguns foram destacados para a enfermaria, outros para conserto e suporte no geral. Eram mais de 20 deles.

Gate veio saber as últimas informações. Kah'lil falou com os companheiros que seu pai estava para visitar a base no dia seguinte e todos ficaram ansiosos, uma autoridade Skrull na destinada poderia ser perigoso. Depois de comerem e descansarem, todos ouviram notícias de Mar-Vell, o Oficial cientista Kree não poderia visitá-los nem tão cedo, porém estava pronto para recebê-los em Hala para trocar informações importantes. Todos estariam livres lá, contanto que não fizessem besteira.

Foram dormir e aguardar a visita de caolho na manhã seguinte logo após.

Comentários:
  •  Esse gerenciamento de base tem se mostrado bem divertido e tem gerado varias discussões. Como os jogadores falando que haveria um dinossauro como do Filme Jurassic World no zoológico deles e alguns sendo contra pela possibilidade de dar merda.
  • Como to jogando Metal Gear 5 atualmente, tenho me baseado nos esquemas da Mother Base do jogo, só que aqui temos outras ideias. Resgatando mais pessoas em perigo, os heróis podem até conseguir alguma coisa no futuro, só não vou falar o quê ahah
 A Visita do Caolho
Escolta do Caolho
No dia seguinte - mesmo que no espaço não exista dia e noite, os personagens se cansam e há uma lei galáctica que estabelece um fuso horário para as regiões - os heróis se prepararam e fizeram suas tarefas diárias. Okin treinava ansiosamente um trio de desabrigados e pediu para a Ana procurar qualquer talento em telepatia no espaço para que ele pudesse treiná-lo.

Os outros pareciam ansiosos. Principalmente Kah'lil, louco para ver o pai e Luan, extremamente desconfiado. No espaço, surgia um cruzador Skrull modificado com mais armas e defesas que o padrão, um Super Skrull apareceu na tela de comunicações (era bem forte) e requisitou o pouso.

No Hangar, a rampa da nave se abria. Quatro Super Skrulls do tipo F saíram da nave e entraram em formação, batendo continência para Ow'en, o Caolho. Era um Skrull de meia idade, sem um de seus olhos de vestes belas e militares. Sua personalidade era a de um pai bobalhão e puxa saco de seu filho, que as vezes chamava de Lili.

Apertou as mãos de todos e foi bem energético em suas falas, estava louco para conhecer a Destinada. Com a escolta de Dois Super Skrulls, os heróis começaram a seguir pela nave. Conhecendo vários pontos, entre eles o zoo, a área dos refugiados, e o salão de jogos. Durante a caminhada, passaram pelo quarto de Kah'lil, o Caolho queria saber se as acomodações eram dignas. Foi nessa hora que ele colocou em prática o seu plano. Com mãos leves, colocou um ponto na orelha do filho, onde passou uma mensagem gravada sobre seu objetivo ali.

Ele queria ajudar o filho com a missão de assassinar a Inteligência Suprema dos Kree, para isso, usaria seus Super Skrulls que também eram mecânicos para instalar um sistema de camuflagem numa das naves dos heróis de forma secreta, apenas seu filho saberia. Nesse momento o grupo já havia se dividido, Gate ficou no zoo guardando o local, enquanto Luan estava numa sala com as câmeras da estação, pronto para verificar qualquer problema.

Os outros foram para um salão de jogos e onde também havia um restaurante. Todos comeram e fizeram muitas piadas. Kah'lil começou a desafiar os amigos em alguns jogos e a conversar sobre a guerra junto de Okin e seu pai, o que atraiu a atenção de todos. Enquanto isso, os soldados Skrull iam para o Hangar trocar de guarda; nesse momento houve uma leve interferência em algumas câmeras.

Luan desconfiado mandou uma mensagem para os amigos ficarem ligados, exceto Kah'lil. Porém o jovem Skrull era capaz de perceber ondas de rádio e ouviu tudo, dizendo que não havia necessidade daquilo. Os Skrulls comeram no hangar, de acordo com as câmeras e depois trocaram de guarda.

Ainda viram a sala de reuniões e a ponte de comando, antes do Caolho partir. Ele falou bem com todos e foi sempre educado e bonachão. Se despediu do filho com entusiasmo e deixou aquele lugar. A missão foi um sucesso.

Comentários:
  • Caolho é um NPC muito carismático e divertido, todos se reconheceram interagindo com ele. O jeito de interpretá-lo foi pensar num pai orgulhoso até demais, que quer que o filho faça o que ele manda e é ao mesmo tempo protetor e ligeiramente preconceituoso. Combinação ficou divertida.
  • Todos rolaram testes para tentar ver o ponto, ninguém passou. Ai eu saí da varanda onde jogamos e fui pro lado de fora só com o Filipe para rolar a conversa dele com o pai. Depois dessa cena era óbvio que tinha algo errado, mas eles tinham que se virar para descobrir. Filipão ficou de meta jogo e quis ir para a sala das câmeras e o Gustavo correu para o zoológico com medo do monstro já comentado fugisse.

Hala


Apenas uma hora após se despedirem de Ow'en, os heróis pegam suas naves e rumam em direção a capital do Império Kree. Mar-Vell garantiu a entrada segura deles no planeta, mesmo a de Kah'lil, contanto que ele não faça besteira.

Após uma viagem de algumas horas em hiperespaço, os heróis puderam ver Hala pela ponte de comando de suas naves. Era um planeta de atmosferas azul, um anel ao seu redor e uma lua alaranjada duas vezes maior que a lua da terra, porém mais distante. Ao entrarem no planeta, percebem que a metrópole urbana se transformou num verdadeiro forte militar, seus vários andares estavam cheios de baterias anti-aéreas, tanques, naves e soldados


Episódio de Hoje: No Reino dos Guerreiros

As naves aterrissam num espaço porto, alguns acusadores vestidos em suas armaduras que lembravam mantos religiosos recepcionam os heróis. Eles saem das naves preocupados, a última vez que encontraram os acusadores foi em batalha, porém não houve tensão do lado dos Kree.

Mar-Vell estava preso numa reunião muito importante e não poderia atender os heróis, mas enviou para todos permissões especiais do exército para poderem andar pelo planeta sem problemas. Eles se dividiram para se distraírem. Gate foi observar as práticas militares dos Kree, que ele admirava muito; Okin foi com Kah'lil encontrar uma pessoa; enquanto Jhin, Luan e Chappie foram para outra cidade.

Jhin, Luan e Chappie pegaram o transporte público para uma cidade voadora que surgia sobre um imenso meio circulo de metal, era Attilan, a cidade dos Inumanos. Lá eles foram surpreendidos por uma população variada de raças e sub-raças. Muitos inumanos passavam por transformações, o que lhes conferia aparência única. Drones voavam pela cidade e todos pareciam muito ocupados sempre. Ficaram algumas horas passeando pela cidade, Chappie e Luan mostravam o local para o novo companheiro. Depois desse tempo resolveram voltar.

Kah'lil levou Okin para um prédio no subúrbio de Hala. Ele tocou a campainha e quem atendeu era uma mulher sem paciência, o Skrull disse que ele era o irmão dela e que estava ali para conhecê-la, a mulher os deixou entrar. Okin estava muito surpreso.

Enquanto Gate observava o treinamento. Os heróis que estavam em Attilan passaram por uma rua mais vazia, quando alguns Drones vieram voando em direção a eles, quando se viraram para trás para fugir, foram surpreendidos por robôs robustos que soltavam muita fumaça de seus exaustores, pareciam ser feitos para trabalhos pesados. Eles atacaram os heróis sem aviso, uma luta se iniciou. Embora os Drones tivessem metralhadoras e mísseis e os robôs pudessem entortar uma barra de metal com sua força, os heróis conseguirem vencer e deixar a cidade o mais rápido possível. O ataque só poderia ser um plano de Maximus, que agora sabia onde os heróis estavam.

Okin ficou surpreendido quando entrou no apartamento modesto e escurecido de uma mulher de pele azul esverdeada, com cabelos brancos no meio das costas raspados dos dois lados da cabeça. Seu rosto era arredondado e bonito e corpo atlético, quando andava com seu short pela casa sua perna marcava alguns músculos. O Espadachim estava ali para acompanhar o amigo, mas não pôde evitar algumas cantadas para a mulher de nome Isis, que não dava bola e o cortava constantemente.

O Skrull estava achando curioso por estar ali, meio nervoso também, aquela era sua irmã bastarda, meio Skrull, meio Kree. Ela trabalhava para o exército Kree, mas estava de folga, já havia cansado da guerra. Kah'lil também, disse que os Skrull mandaram um tratado de paz, mas os Kree não aceitaram. A mulher sublinhou a inocência do irmão, era um tratado de rendição ridículo, com exigências de bases Skrull dentro de território Kree. Ambos conversaram sobre Galactus, quando Okin conseguiu entrar na conversa para falar algo além de cantadas, ela queria que a guerra acabasse para que o verdadeiro problema acabasse, assim como os heróis. Por fim, Kah'lil disse que nunca teve chance de conhecê-la e por causa da guerra preferiu aproveitar a oportunidade de uma vez, antes que qualquer coisa acontecesse com qualquer um dos dois. Ela brincou falando que o atacaria em campo de batalha antes de se despedir dos dois.

Todos estavam de volta para o espaço porto, Jhin contava o que ocorreu em Attilan, eles estavam em perigo com Maximus a solta e tentaram ligar para Mar-Vell, que ainda estava ocupado. Depois de muita insistência, o Kree atendeu com cara séria, pedindo desculpas pelo inconveniente. Okin botou as cartas na mesa e disse que Maximus estava ligado à nave negra e a Gah Lak Thus. Mar-Vell não duvidada dos heróis, mas não tinha motivos para desconfiar de Maximus, então sugeriu que eles usassem seus contatos para conseguir uma reunião com Raio Negro, não para convencê-lo, mas para gerar uma faísca de dúvida no Rei dos Inumanos, suficiente para que Maximus fosse investigado.

Os heróis comeram um pouco e se prepararam para ir até Attilan. No caminho, Kah'lil se separou dos heróis para a sua própria missão.

Comentários:
  • Durante a aventura o Filipão previu uma cena do futuro com o Luan: uma batalha imensa entre Kree e Skrull. Porém como não foi uma visão óbvia ele só ficou reclamando que eu não mostro o futuro direito pra ele hahaha
  • A irmã do Kah'lil foi baseada no rosto da atriz Isis Valverde.
  • O Denoel faltou novamente a sessão, ele tem os motivos dele, mas pode acabar ficando para trás. Nessa hora, o Tiago e o Filipão tinham saído já (Filipão voltaria ainda) então o Pedro teve que se virar para rolar a exploração sozinho. Ele fica meio nervoso nessas horas, sei lá porque e teve uns problemas, mas deu tudo certo. 

Attilan

Os heróis voltaram Attilan, já era noite e a cidade recebia um tom azulado durante esse período, graças a predominância das cores nas janelas e letreiros. Eles rumaram juntos para o centro da cidade, o imenso palácio fortaleza dos Inumanos - exceto Kah'lil, que se desvencilhou do grupo - Chappie e Luan lideraram a equipe e foram falar com alguns guardas do lado de fora para ver se conseguiam alguma informação.

A conversa foi muito proveitosa, o que atraiu os outros heróis. Os guardas permaneciam imóveis quase sempre, mas não era todo dia que conheciam heróis estrangeiros que ajudaram o seu povo na lua. Todos tiraram fotos juntos e um dos guardas, um centauriano de pele azul e moicano verde, disse aos heróis que não possuíam poderes para permitir uma entrada e nem requisitar uma reunião. Porém haviam algumas figuras importantes pela cidade. Os heróis ouviram sobre Maximus que ficava no centro de defesa da cidade e preferiram passar longe. Sua opção foi procurar pelos bares da cidade o sujeito de nome Gorgon.

Não foi difícil de encontrar Gorgon, o oficial líder do treinamento dos soldados da raça, ele era um homem grande e beberrão e estava no primeiro boteco que tocava rock terrestre que conseguiram entrar. Ele chamava atenção pelos seus mais de dois metros de altura, muito peludo com barba e cabelos grandes, era imenso de forte; mas sua maior característica eram suas pernas de bode.

Chappie e Luan foram guardar o local para evitar problemas, enquanto Jhin, Okin e Gate negociaram com o Inumano. Ele os reconheceu e disse à Okin que não confiava em Maximus, o que facilitou muito a negociação. Porém Gorgon estava muito bêbado e ainda tinha muito gás, queria beber até cair naquele dia. Cada copo novo de bebida fazia suas pernas baterem no chão de excitação, tremendo todo o local.

Gorgon então chamou os heróis para beber com ele até que ele não aguentasse mais. Cada um beberia uma com o Inumano, parecia tarefa fácil, pois ele já estava mais pra lá do que pra cá; no entanto, Gorgon parecia um ralo, bebendo de tudo com ferocidade e sem sentir a porrada do alcool em seu corpo. Okin até tentou tomar uma e ir no banheiro vomitar, mas o inumano sentiu o cheiro e cassou dele. Depois de muita bebedeira, Gorgon foi derrotado.

Gate, Jhin e Okin estavam bêbados, tropeçavam enquanto levavam o gigante para um banco de praça, onde descansaria. Luan e Okin ajudaram os aliados como podiam. Houve um momento de silêncio, que foi interrompido pelo zumbido dos propulsores de vários Drones de defesa e robôs como os que atacaram os heróis mais cedo. Eram 10 no total, uma luta difícil. Jhin atacava os inimigos com magia, o único habilidoso para lidar com os inimigos a distância, enquanto os outros se viraram aos poucos com os bípedes. Os Drones então se afastaram e prepararam pequenos mísseis para destruir os heróis, que foram salvos por Gorgon que acordou furioso e revigorado, usou seu terremoto para derrotar os bípedes e provocou estacas de pedra que destruíras os Drones.

Dali partiram para o palácio, era noite, mas aquilo não poderia esperar mais.

Comentários:
  • Eles passaram fácil nos testes com os guardas, mas não seria divertido o suficiente, nem faria muito sentido, eles conseguirem uma reunião de primeira. A ideia do "minigame" estava anotada na aventura (você pode baixar no fim do post), mas foi bem mais divertida do que parecia.
  • Para derrotar os inimigos, que iam atacar todos com a magia Explosão (2d6+h deles, no caso), acertando todos na área com 5 ataques diferentes, foi preciso gastar um PD. Ao invés de meter o Gorgon na luta, preferi acabar logo com ela, para valorizar o gasto.

Invasão Furtiva

Kah'lil se desvencilhou dos seus amigos, havia falado que cuidaria da nave e já os encontraria. A desculpa foi boa e nem precisou utilizar o equipamento de camuflagem instalado no início daquele dia em sua nave. Conseguiu hackear painéis e pesquisar em computadores até descobrir o que podia sobre a Inteligência Suprema - já havia pesquisado anteriormente - e foi em direção à catedral onde os pronunciamentos em nome da Inteligência eram feitos.

Invadir a igreja não seria fácil. Ela era uma bela e imensa catedral barroca, centrada numa praça grande com árvores baixas e muita iluminação. Vários guardas rondavam o local com visores capazes de perceber as mutações Skrull. Outros ficavam na fachada e torres da Igreja. O espião teve problemas enquanto tentava usar suas teias para se equilibrar até a igreja, teve que se manter invisível durante todo o tempo e as vezes até disfarças seu barulho.

Na terceira tentativa, com guardas já desconfiados, ele conseguiu atravessar e subir a torre. Derrubou um dos guardas e quebrou seu pescoço, porém o guarda na outra torre percebeu uma movimentação estranha e olhou com a mira telescópica de seu rifle. Kah'lil usou seu simbionte para fazer uma espécie de fantoche com o soldado que matou, foi o suficiente.

Dali ele desceu as escadas até o centro da catedral, onde haviam três portas paralelas, além da entrada. Todas com painéis com senhas de requisitos. O interior possuía vigas e era mais escuro do que no lado de fora, na parede principal da Igreja havia uma imensa pedra branca com o rosto de vários filósofos e cientistas Kree de diferentes gerações. Haviam guardas lá dentro e Gárgulas com sensores de movimento, além de câmeras. Kah'lil mantinha-se invisível e tomou alguns suplementos de energia para se manter ativo e pronto. Pode evitar todos e entrou na porta certa logo na segunda tentativa, porém a deixou aberta. Viu uma porta dupla de um elevador, tentou abrir a força, mas não conseguiu. O barulho daquela ação alertou um guarda próximo, que chegou no local e não viu ninguém, ele alertou que poderia haver algo no elevador pelo seu rádio. O Skrull deu sorte do guarda distraído não reparar na porta.

Depois de usar seus poderes para bombar sua força física, Kah'lil abriu o elevador e viu um fosso com cinquenta metros até o próximo andar. Ele o desceu aos poucos e com cuidado, até tocar levemente o teto do elevador no ultimo andar - haviam quatro, contando com os dois da Igreja e dois subterrâneos. Já monitorava a frequência de rádio dos guardas a um tempo e sentia-se seguro. Abriu a porta no teto do elevador, o barulho alertou um técnico que verificava se estava tudo correto com o equipamento.

O técnico se afastou pelo susto, Kah'lil ainda invisível saltou sobre seu corpo e bateu sua cabeça no chão, o desmaiando. Sua sorte havia acabado. Ao olhar para frente viu um corredor escuros com cabos de energia pendendo no teto, haviam cinco acusadores naquele corredor. Eles não poderiam ver o inimigo, mas alertaram todos da presença de intrusos e correram com armas em punho, batendo a esmo. O Skrull jogou uma bomba sonífera que derrubou dois deles e saltou por cima dos guardas restantes, começou a correr, mantendo-se invisível, mas aquilo já estava o esgotando.

A próxima sala tinha três andares com vários vãos de escadas cercados de guardas que procuravam qualquer sinal, seja barulho ou algo estranho. Ao ouvirem passos começaram a atirar e seguiam os barulhos pela parede, alguns tiros pegavam de raspão no Skrull que saltou para o último andar onde havia uma porta gigantesca de ferro negro. Ele começou a usar suas habilidades de hacker para passar pelo local e conseguiu, porém apenas a primeira tranca havia sido aberta.

Os guardas subiam as escadas, Kah'lil correu mais e abriu a segunda. Uma pelotão atirou a esmo contra a parede, o Skrull conseguiu se desvencilhar de quase todos os tiros e caiu na hora que os inimigos recarregavam, ele acionou o botão e abriu a última porta, mas um guarda gritou para que a trancasse. Todas se fecharam ao mesmo tempo, restando um pequeno pedaços em que o Skrull mergulhou.

Durante o salto ele feriu seu pé, o elemento surpresa havia acabado, mas seu objetivo estava logo a frente.

Comentários:
  • A cena acima e a anterior foram narradas ao mesmo tempo, eu dava tempo para cada ação se desenrolar durante um tempo e depois trocava, para os jogadores terem tempo pra pensar. O Filipe ficou tenso, o que ajudou também, sempre ansioso para decidir alguma coisa.
  • A bomba de sonífero foi o gasto de 1 PD. Toda a infiltração é baseada nos vários jogos de furtividade que já joguei, como Splinter Cell, Thief, Metal Gear, etc.

O Trono Silencioso

O sol começava a surgir quando a reunião começou. Raio Negro sentava no trono como se ele fosse uma rocha imponente, ao seu lado estavam suas esposas, uma centauriana, uma badoon e uma humana. Todas representantes das variadas raças de Inumanos.

Okin começou a falar com ajuda de Chappie, dizendo que eles eram conhecidos e que já lutaram pelos Inumanos antes, possuíam notícias ruins. Eles enfrentaram e derrotaram Kang, porém antes do combate viram que ele estava em reunião com Maximus e outras pessoas misteriosas. Acreditavam que Maximus fazia parte de alguma trama com objetivos secretos.

Medusa, a rainha dos Inumanos, com seus cabelos vivos resistentes como aço e brilhantes como fogo falava pelo marido que esquadrinhava os heróis. Maximus era excêntrico, mas nunca havia dado motivo para tais desconfianças. Luan então interrompeu, o jovem estava revoltado e reclamou que o seu povo já sabia das informações que os heróis possuíam sobre A Nave Negra e Gah Lak Thus e que mesmo assim não fizeram nada.

A rainha replicou, disse que os Kree estavam em guerra com o império Skrull e que estariam perdidos sem os Inumanos. Eles estavam em uma grande desvantagem numérica e qualquer força faria falta, se pelo destino os Kree não foram atacados ainda aquilo era bom para eles e que assim que uma trégua ou o fim da guerra acontecesse eles se uniriam aos outros impérios para ajudar. Okin olhou para Luan achando egoísta demais o comentário do parceiro.

A conversa então mudou de foco e os heróis começaram a ouvir que eles poderiam e deviam ajudar no fim do impasse, no fim da guerra, mas antes que a conversa pudesse continuar um alarme tocou por toda a cidade.

Comentários:
  • O filipão interpretou bem falando como o Luan revoltado pela falta de respostas, mas realmente não coube muito na hora. O Mateus queria ter começado a conversa falando diretamente com o Raio Negro por telepatia, pedi para que ele gastasse um de XP, ele não quis. Acho que não precisava ter pedido, seria uma cena legal.
  • As maiores inspirações para os meus conflitos políticos são conflitos reais e atitudes reais que aconteceram no nosso mundo. Óbvio que misturo muita coisa, mas os Kree começaram a campanha como algo baseado na alemanha pós primeira guerra, agora eles já se parecem com outra coisa. Os Skrull são como os americanos atualmente.

A Inteligência Suprema

Kah'lil estava numa ponte que passava por cima de uma centena de fios de vários tamanhos, eles alimentavam um imenso aquário, com uma cabeça gigantesca coberta em algum líquido viscoso. O crânio era num azul quase verde e possuía tentáculos no lugar de cabelos, muitos desses com enxertos mecânicos. Seus olhos e bocas reluziam com energia. Aquela era a Inteligência Suprema que, apesar do nome feminino, quando falava parecia uma multidão de bárbaros com seu poder vocal.

Protegendo a Inteligência Suprema, vestido em sua armadura branca, estava Capitão Mar-Vell. A Inteligência proferiu suas palavras como poderosos tambores, já sabia quem era Kah'lil, já sabia porque ele estava ali e conhecia suas intenções. Porém o alertou que aquele seria um caminho sem volta, que poderia se render e ser preso, ou morrer em batalha. Mar-Vell implorou para que o Skrull se rendesse, fez isso mais de uma vez, mas não adiantou. Mesmo quando a luta começou ele tentou insistir.

A primeira ação de Kah'lil foi deixar a invisibilidade e ter seu corpo tomado pelo seu simbionte, ele cresceu até ter quase quatro metros de altura, vários tentáculos se desprendiam de sua pele viscosa para se prender novamente momentos depois. Ele se aproximou correndo, mas a Inteligência Suprema acertou-lhe com uma rajada enérgica, o simbionte cuspiu o Skrull para fora que caiu no chão sem o seu braço esquerdo. Enquanto venom apenas guichava e se reduzia em enorme dor, até se tornar uma poça preta.

Kah'lil pode evitar os ataques de Mar-Vell durante um tempo, conjurando sua energia para disparar rajadas que acertaram em cheio o peito do capitão até ele cair sobre a ponte. O jovem Skrull saltou para debaixo da ponte para se esconder e foi quando a Inteligência Suprema disse que mesmo fugindo de seus olhos, sua mente seria achada. E com uma rajada telecinética, Kah'lil sentiu uma forte pontada na cabeça e desmaiou com seu corpo em espasmos, saia sangue de seus olhos e orelhas, metade do seu cérebro havia parado de funcionar depois daquele ataque. O corpo de Kah'lil foi colocado na ponte por um Mar-Vell acordado e ferido, bem na hora que os heróis e os inumanos chegaram graças ao teletransporte de dentinho, o buldogue gigante de Raio Negro.

Okin teve que ser segurado, pois queria bater no corpo desmaiado do amigo. A Inteligência Suprema recebeu a todos, aquele momento não poderia ser impedido, Kah'lil tentaria com toda certeza matá-la. Os heróis agora teriam duas missões que definiriam o futuro - ela falava como Luan quando via o futuro - ir para um planeta chamado Ember, onde teriam maiores informações sobre os arautos de Galactus, seus poderes e fraquezas.

Eles também deveriam ir até o império Skrull. As negociações unnca tinham local físico, eram sempre através de recados. Pelo carater neutro dos heróis quanto o conflito, eles levariam um tratado de paz em que os Kree seriam ressarcidos de suas perdas ponto fim ao conflito para que nunca mais voltasse. Eles também devolveriam o corpo de Kah'lil para seu pai poder cuidar dele, agora que ele não poderia viver mais longe de aparelhos e ofereciam informações capazes de auxiliar no conflito contra Galactus.

Os heróis deveriam se dividir para cumprir aquela missão, o que não gostavam muito, porém mesmo com a raiva do momento, Kah'lil poderia ser uma peça chave para o fim da guerra. A Inteligência então disse que aquele era o passo que deveria ser dado, ou a paz viria depois dos próximos eventos, ou haveria uma batalha sangrenta que acabaria a guerra de uma maneira ou de outra.

Com o destino em suas mãos, os heróis olharam para o corpo do antigo companheiro e traidor, víamos todos de cima, observando-o, até a câmera se aproximar da poça negra formada pelo venom e aquela cena acabar.

Comentários:
  • Essa luta foi bem divertida. O Filipe pediu para eu ajudar ele, já que era muito difícil, eu não ajudei porque se era para ele ganhar tinha que ser por mérito próprio haha Ele até pensou em desligar os cabos, mas eu disse que haviam centenas deles, ele morreria antes. Com alguns testes e perdendo um tempo ele poderia identificar os mais importantes.
  • Duas missões a caminho, agora os heróis tem que se virar para decidir quem vai em qual, mandei eles pensarem de acordo com suas habilidades e a probabilidade do que enfrentarão durante a sessão. Agora é com eles.
  • Não se esqueça de dar uma olhada no nosso canal!

Epílogo

De dentro de um visor cheio de informações secundárias, podemos ver toda a capital Kree. A lua laranja parece apenas a alguns centímetros acima dos prédios daquela distância. Dali podemos ver a catedral da Inteligência Suprema.

Agora nossa visão se afasta, vemos os ombros robustos e cobertos por uma capa negra de uma armadura poderosa, o elmo parecia metal retorcido, formando o focinho e orelhas como a de um lobo. Um alarme toca por toda Hala, então Lobo se vira e vai em direção ao seu caça espacial, branco e negro com propulsores vermelhos, ele entra e liga a velocidade de hiperespaço. Deixando o império Kree.


Continua no Próximo Episódio....

Então, leitores. O que vocês acharam dessa aventura? O Kah'lil é um dos personagens mais antigos dessa campanha, agora é hora do jogador pensar quem será seu novo personagem. Alguém tem alguma sugestão? haha


No reino dos Guerreiros

Abraços ou beijos

2 comentários:

  1. Poxa... O skrull parecia estar confuso com tanta coisa acontecendo com ele, e no final só quis fazer o que seu pai queria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Justamente, ele tinha uma escolha muito tensa para se fazer.

      Excluir

Qualquer forma de agressão, ofensas, desrespeito, discussões, preconceito racial, sexual, religioso ou ético, será banido. Somos jogadores de RPG, e não de futebol... E se você é Troll eu sou Elfo (Away)